Buscar
  • marketing

Quem é considerado grupo de risco?



Algumas condições de saúde exigem mais cuidado para evitar contaminação pelo coronavírus, devido à maior incidência de complicações da doença. O chamado grupo de risco inclui idosos, portadores de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, imunosuprimidas, pessoas com anemia falciforme e com problemas respiratórios.

Uma vez infectadas, essas pessoas têm mais chances de desenvolverem complicações. As taxas de letalidade da covid-19 entre indivíduos com comorbidades (doenças de base) são mais altas do que a média. O novo coronavírus mata, em média, 3,7% das pessoas infectadas em todas as faixas etárias. Mas entre indivíduos acima de 70 anos essa taxa pode chegar a 20%.

Idosos

Pessoas acima de 60 anos são consideradas de risco porque a própria idade já faz com que a capacidade do sistema imunológico de combater infecções seja menor.

Doenças crônicas

Hipertensão e diabetes podem agravar o quadro de Covid-19. Isso porque se infectado pelo coronavírus, o paciente pode causar uma sobrecarga, eventualmente, em algum órgão já comprometido. Outras doenças crônicas que preocupam são as pulmonares. Por frequentemente provocar pneumonia, a covid-19 pode agravar quadros pré-existentes.

Indivíduos com sinusite e rinite, alérgicas ou crônicas, não são considerados como grupo de risco.

Imunossuprimidos

O organismo de pessoas imunossuprimidas tem menor capacidade de lidar com vírus e bactérias. O mais comum é em pessoas em tratamento contra câncer que fazem quimioterapia e radioterapia. Algumas doenças autoimunes, como o lúpus, também diminuem a imunidade do paciente.

Pessoas que fizeram transplante de órgãos também são mais vulneráveis em caso de infecção por coronavírus.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo