Buscar
  • marketing

Você dorme bem? 


Uma boa noite de sono nos ajuda a acordar cheios de disposição e preparados para enfrentar nosso dia a dia. Dormir é permitir que o corpo se recomponha e deve ser encarado com seriedade, já que durante o sono é que ocorrem os vários processos metabólicos essenciais para o funcionamento do nosso organismo.


Quando adormecemos, os batimentos cardíacos também ficam mais lentos e os vasos relaxam, melhorando o fluxo sanguíneo. Além disso, é durante a noite que acontece a regeneração celular e a produção de alguns hormônios que desempenham papéis vitais no funcionamento do nosso organismo, como é o caso da leptina (capaz de controlar a sensação de saciedade), da insulina (retira o açúcar do sangue), do GH (responsável pelo crescimento), da serotonina (responsável pela sensação do prazer), entre outros.


Um estudo da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, mostrou que as pessoas que dormem menos têm maior quantidade de glicose no sangue. Além disso, o nível do hormônio insulina, que é responsável pela redução da taxa de glicemia, fica abaixo do normal. A privação do sono promove aumento de estresse e isso leva à resistência da ação da insulina e aumento da glicose.


A leptina, hormônio capaz de controlar a sensação de saciedade, também é secretada durante o sono. Pessoas que permanecem acordadas por períodos superiores ao recomendado produzem menores quantidades de leptina. Resultado: o corpo sente necessidade de ingerir maiores quantidades de carboidratos.


Dormir mal também aumenta a atividade da adrenalina no corpo. Isso deixa o organismo em estado de alerta, como se fosse um estado de estresse. A falta de sono pode causar, além do conhecido cansaço no dia seguinte, fadiga, irritabilidade e lapsos de memória. A principal manifestação dos problemas crônicos é a sonolência diurna exagerada, passando por alterações do humor, da memória e das capacidades mentais, como aprendizado, raciocínio e pensamento.


Na hora de dormir

Para conseguir um sono de qualidade, pequenos atos ajudam muito, como fazer refeições leves à noite, ter um ambiente apropriado com iluminação, colchão e travesseiros adequados, ter horários regulares e evitar pensar nos problemas e tensões. Criar uma rotina, ou seja, ter hora para deitar e para acordar, é fundamental para regular o relógio biológico. Mais importante que dormir muitas horas, é a qualidade do seu sono. Se você consegue ter um sono tranquilo e reparador, poucas horas são o suficiente.


Pesquisas científicas garantem que uma boa noite de sono controla a fome, aumenta a sensação de saciedade e regula os hormônios. Quem dorme cinco horas ou menos por noite, correm três vezes mais risco de se tornar um obeso no futuro.


5 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Av. Caribe, 484 - Pq. Campolim

Sorocaba - SP CEP 18046-780

Horário de Atendimento

Segunda à Sexta-feira 7:30h às 18h

Sábado das 07:30h ás 12h

Whatsapp-PNG-c4s4s.com-333-Laranja.png

Todos os direitos reservados © - Pró-Femme Diagnósticos © 2020 por Infoqplan Performance Digital.